motoactv coupon Nest Thermostat Discount Fitbit Coupon Bose Soundlink Coupon jawbone coupon Medialink wireless N router cheap roku 2 xs Bowflex Selecttech 552 discount p90x cheap bowflex selecttech 552 best price cleaning microfiber cleaning

Iracema Arditi

OBRAS DA ARTISTA

O artista não possui obras em nosso acervo.

Se você possui obra(s) deste artista e gostaria de vendê-la, envie um e-mail para contato@altitgallery.com

 

BIOGRAFIA

 

IracemaIracema Ruffolo Arditi (São Paulo SP 1924 – idem 2006)

Pintora

 

Iracema Arditi começou a pintar, como autodidata, em 1951, depois de exercer várias atividades como a de secretária, jornalista, aeromoça, sendo que iniciou seu trabalho pintando suas lembranças acerca das belas paisagens cariocas, sua flora e as magníficas praias da Guanabara.

Em 1954 Iracema participa do Salão Baiano de Artes Plásticas em Salvador. Desde então, é membro societário e júri do Salão de Outono em Paris e tem exposto por toda Europa e Brasil. No mesmo ano, expôs no Salão de Arte Baiano, em Salvador. Foi, todavia, na década seguinte que sua carreira deslanchou, a partir de sua primeira exposição individual no Brasil, na Casa da Cultura Francesa, São Paulo, em 1965, a qual foi seguida, no mesmo ano, pela mostra individual na Galeria Herbinet, em Paris.

Desde então, participou de dezenas de exposições coletivas, no Brasil e no exterior, e realizou cerca de 30 exposições individuais, a maioria fora do Brasil. No exterior, seu mercado desenvolveu-se sobretudo na França, onde ela expôs individualmente nas galerias Herbinet, Paris (65), Antoniete,Pa ris (67), Camille Renault, Paris (69), Séraphine, Paris (70) , Debret, Paris (74), no Museu Henri Rousseau, Laval (74), Espace Culturei O.P., Lyon (90), Maison deL’Unesco, Paris (90) e Espace Cuiturel Rencontre et Acuueil, Lyon (91). Além disso, Iracema participa com muita regularidade do “Salon d’Automne” a partir de 1967, no Grand Palais, em Paris.

Apaixonada pela causa naïf, Iracema criou em 1972 em São Paulo o “Museu do Sol”, primeiro museu de arte naïf do Brasil e da América Latina, o qual foi transferido em 1978 para a cidade de Penápolis, no interior do Estado de São Paulo, onde continua em pleno funcionamento. Em 1988, uma seleção de pinturas do acervo do Museu do Sol foi mostrado no Museu de Arte Naïf Max Fourny, em Paris, dentro do programa cultural do “Projeto Brasil- França”. Pelos serviços prestados à vida cultural de Penápolis, a Câmara Municipal da cidade concedeu Iracema o título “cidadã penapolense”, em 1978. Quatro anos antes ela havia sido distinguida com Medalha da Cidade de Laval, França, onde nasceu pintor naïf Henri Rousseau. E, 1985, o governo francês concedeu-lhe grau “Chevalier des Arts et Lettres”.

Promoveu inúmeras conferências, recebeu distinções internacionais e Brasileiras.

Faleceu em 4 de outubro de 2006, com 82 anos .